Archive

Archive for the ‘Fotografia’ Category

Nikon D90

março 12, 2010 Deixe um comentário

Faz cerca de duas semanas que chegou o meu novo brinquedo, uma Nikon D90, aposentando de vez a minha Sony A100, e por “aposentando” eu quero dizer “vendendo”.

Nikon D90

Como eu estava esperando ter alguns resultados antes de postar aqui, demorei um tempo até ter fotos legais. Como a camera filma também, já comecei a brincar de fazer uns vídeos. Segue uns resultados até o momento:

Self Portrait
Dalai & Saci
Porto Alegre

E o primeiro video que eu fiz. Não é grande coisa, mas é divertidinho: LINK

História da Fotografia Aérea

janeiro 12, 2010 Deixe um comentário

Por volta do ano de 1825, a primeira fotografia permanente do mundo foi registrada por Nicéphore Niépce (comentarei sobre isto em um post sobre a história da fotografia geral). Anos após este acontecido, exatamente em 1858, o fotógrafo francês Gaspard Félix Nadar (também escreverei mais sobre ele) registrou fotos da capital francesa com uso de uma camera fotográfica normal (da época) e um balão, fotografando as primeira fotos aéreas.

Nadar_1858_PrimeiraFotoAerea

Primeira foto aeria de Gaspard Félix Nadar

Após Nadar, houve dezenas de testes para fotografias aereas. Dentro da década de 1880, Arthur Batut tirou fotografias aereas utilizando um pipa, técnica utilizada até hoje com o nome de KAP – Kite Aerial Photography ou Fotografia Aerea em Pipas. Após Batut, Amedee Denisse e o próprio Alfred Nobel testaram fotos tiradas apartir de foguetes com paraquedas em 1888 (Denisse) e 1897 (Nobel).

Apesar da grande evolução pelos quatro revolucionários (na fotografia) antes citados, o grande nome da fotografia aeria foi Julius Neubronner, que em 1903 desenhou uma idéia que parecia maluca (e ainda parece) mas que foi usada antes, durante e após as duas guerras mundiais. A sua idéia era a diminuição de cameras fotográficas com temporizadores e colocação destas cameras em pombos correios.

PomboCamera

Pombos equipados

Apesar de aparentar uma idéia estranha e pouco eficiente, Neubronner conseguiu mapear toda Paris com fotos aereas utilizando apenas estes pombos. Em uma primeira tentativa, a patente de “Metodos e Conhecimentos de Fotografias de Campos Abertos Vistos de Cima” foi recusada pelo escritorio de patentes alemã como sendo impossivel (se duvidava da habilidade de um pombo conseguir carregar uma camera de 75 gramas e com um tamanho de 8×4,5cm), mas logo depois, em Dezembro de 1908, a patente foi aceita após apresentação de fotografias autenticadas. Em 1909, a tecnologia ganhou um conhecimento maior, gerando a Neubronner, reconhecimento e prêmios. Estas são algumas de suas fotos:

NeubronnerPhoto3
NeubronnerPhoto2

Em uma das suas fotografias sobre o Schlosshotel Kronberg, as asas do “fotógrafo” (o pombo) apareceu nos cantos da imagem, fazendo desta uma foto de grande destaque e de muitas premiações para Neubronner.

NeubronnerPhoto1

Até hoje, ainda existe fotógrafos que fazem testes usando pombos por gostar do ângulo da imagem e a “visão” do passaro, chamada de Bird’s Eye (tecnica conhecida porém pouco utilizada no mundo). Dentre os grande aplicativos de georeferenciamento (G. Earth, G. Maps, Yahoo Maps, etc…), o unico projeto a oferecer a visão do pássaro, foi o Bing Maps, que se destaca justamente por esta funcionalidade.

Mais adiante no tempo, escreverei um pouco mais sobre como se iniciou a fotografia e a história do fotógrafo Gaspard Félix Nadar, mas por hoje, é só. See ya, folks!

Photoshop online

outubro 25, 2009 Deixe um comentário

A muito tempo já utilizava o Pixlr, mas ontem me lembrei de quando eu tinha visto um Beta que a adobe tinha montado de um Photoshop Online. Pra minha surpresa, o produto já tá no ar e rodando (muito bem), então aproveitei e autorizei o uso do photoshop online na minha conta da adobe, já existente. Me perdi de inicio, mas no final consegui botar umas fotos lá, editar e criar o meu perfil.

Primeira coisa que me chamou a atenção foi a interface. Muito interativa, porém meio complexa. Primeiro de tudo: me perdi muito para fazer o upload das fotos. O botão fica exatamente da posição do nome do menu, último lugar que eu iria procurar. Mas o que diferenciou do Pixlr para mim foi que cada usuário tem suas fotos online dentro de um perfil, e não são todas as fotos que se publica, apenas as que o usuário definir como públicas.

A parte da edição (que foi a que eu mais fiquei ansioso) me deixo muito decepcionado. Apesar de serem ferramentas úteis, são poucas. Elas são divididas em três sessões: Básico, Ajustes e Avançado. O básico conta com: Crop, Resize, Auto-correção, Exposição, Olhos Vermelhos, Saturação e Touchup. Os ajustes são constituídos por: Balanço de Branco, Destaques, Luz de preenchimento, Sharpen e Soft Focus. As ferramentas avançadas são: Pop Color, Cor, Preto & Branco, Matiz, Sketch e Distorção. Apesar de olhar essas ferramentas e ver que a maioria são pouco úteis para mim, fiz uns testes com umas fotos novas. Todos os 4 testes estão lá no meu perfil do Flickr, mas vou comentar 2 aqui.

Imagem editada no photoshop.com

Imagem editada no photoshop.com

Esse foi o primeiro de todos. Essa imagem eu simplesmente modifiquei o balanço de branco, só. A minha intenção era tirar o amarelão da lampada incandecente, e para fazer isso foi apenas um clique na interface do photoshop online. A interface apresenta ao usuário várias opções desde “ajuste de lampada incandecente” até “ajuste de luz de flash”, e todas essas opções aparecem em miniaturas da imagem, e ao botar o mouse em cima, já mostra o resultado porém só aplica no momento que o usuário clica.

Imagem editada no photoshop.com

Imagem editada no photoshop.com

Essa imagem eu também queria modificar a cor da luz incandecente, mas também havia outras coisas. Aqui no caso modifiquei a Matiz, Saturação e Exposição. No caso, as três ferramentas possuem a mesa interação. É apresentado para o usuário 7 miniaturas com níveis fixos, nos quais o usuário pode botar o mouse em cima e ver como fica. Mas se o usuário quiser um resultado que fica no intermediário de duas miniaturas, há uma barra abaixo que pode ser movida para o resultado que o usuário quiser. Saturação, no caso, apresenta uma features muito interessante: Preservar tons de pele, ou seja, o usuário pode deixar toda foto P&B, apenas a sua pele colorida. Um toque muito bom, já que a ferramenta não possibilita multiplas camadas nem seleção dentro da imagem.

Comentário final:

A ferramenta é muito boa, sem erros, talvez um pouco pesada, porém é para amadores/iniciantes. O fato da ferramenta não habilitar grandes possibilidades de edição ao usuário e da criação de um perfil para mostrar as fotos me parece mais um portal para fazer uma social do que um site editor de imagens, não profissional, mas mobile. Contudo, não acho que perca lugar para o Pixlr, nem que tire lugar do mesmo, mas que seja uma versão mais amigável para aqueles usuários que querem trabalhos legais/chamativos rapidamente e com pouco conhecimento. Então para aqueles sem conhecimentos profundo, recomendo Photoshop.com. Mas se quiser algo mobile mas com muitas oportunidades de edição, Pixlr é o mais adecuado! See ya, folks!

Fotos de exposição com lanternas/lasers

outubro 23, 2009 Deixe um comentário

Quando me deram um laser/lanterna para fazer as apresentações do trabalho, tive uma idéia na hora: fotos de alta exposição no escuro com movimentação de uma fonte de luz (lanterna).

Para aqueles que não conhecem muito, farei uma breve explanação. Uma máquina fotográfica que irá tirar uma foto no escuro, ficará mais tempo “tirando” a foto, ou seja, ela deixará menor a velocidade do obturador (peça da camera que abre e fecha, bloqueando ou deixando passar a luz para que chegue ao filme analógico ou sensor digital). Ela ficará mais tempo “tirando” a foto para captar toda e qualquer luz que apareça neste tempo. Então se eu deixar ligada uma lanterna por 1 segundo em 3 pontos diferentes numa foto que levará 5 segundos para ser captada, os 3 pontos irão aparecer na foto, capisce?

Então eu me fui a tirar fotos no meu quarto, todo no escuro, usando a minha lanterninha. Essa foi a primeira de todas, que pra mim foi a mais legal.

Foto de alta exposição com Lanterna

Foto de alta exposição com Lanterna

Essa foto, por exemplo, foi tirada em 13 segundo. Apertei o botão, tomei distância, e fiz o desenho no ar com a lanterna ligada. Simples assim. Depois testei algumas fotos usando laser também, mas a luz da lanterna tem um efeito mais legal porque se espalha mais que o laser (que é concentrado em “um” ponto).

Foto de alta exposição com Laser

Foto de alta exposição com Laser

Esse é um exemplo com laser, mas não ficou muito legal, apesar do ambiente sombrio. O escrito “TIAGO” foi feito apontando o laser na parede, já o esfumaçado vermelho foi porque eu apontei o laser para as bordas da lente indiretamente (ou seja, do lado da camera), e surgiu essa coisa do demonio.

Esses foram apenas dois testes, e na verdade sem muita empolgação na hora de fazer. Outras fotos eu botei no meu Flickr mas prometo botar fotos novas com essa técnica. See ya, folks!

High Dynamic Range

setembro 24, 2009 1 comentário

Dando uma futricada nas minhas antiguarias do inicio/meio desse ano achei uns testes de HDR muito divertidos. Para aqueles que não conhecem, HDR (High Dynamic Range) em fotografia é um processo no qual se aumentar o alcance dinamico na foto, ou seja, deixar com que as cores e sombras fiquem o mais parecidas com a luminacia do olho humano. (Para uma explicação melhor e mais técnica com alguns exemplos visitem: Wikipedia). Uma informação bem técnica que mostra um pouco da diversão da HDR é que o normal é se trabalha em fotos de 8 ou 16bits, uma HDR recém formada usa 32bits.

Em termos de processos para se fazer HDR, eles são um pouco complexos e que não sabe muito, faz algo legal, mas não extraordinário (ex.: eu!). O processo q eu utilizo abrange um tripé e 5 fotos, cada uma com uma compensação de exposição diferente, indo de -2 até +2. Com as fotos “em mãos”, as fotos são sobrepostas com um processamento específico para o HDR e depois é só tratamento.

Do meus testes, 3 (quase) foram bem sucedidos:

4 fotos: -1EV, 0EV, +1EV, +2EV

4 fotos: -1EV, 0EV, +1EV, +2EV


5 fotos: -2EV, -1EV, 0EV, +1EV, +2EV

5 fotos: -2EV, -1EV, 0EV, +1EV, +2EV


5 fotos: -2EV, -1EV, 0EV, +1EV, +2EV

5 fotos: -2EV, -1EV, 0EV, +1EV, +2EV


Não são grandes coisas perto de alguns caras que são muito bons em HDR (ex: Omar Junior), mas levando em conta que foi meus primeiros contatos com HDR, tá aceitavel… eu acho.